Citações africanas

25 provérbios e citações africanas sobre a vida. Luiza Fletcher 07/04/2018 . provérbio. A África é o berço do mundo! Um continente muito valioso e cheio de sabedorias que nos foram transmitidas através de nossos ancestrais. Frases que te farão querer viajar para África imediatamente. Vivenciar o que esse continente pode oferecer, de fato, é algo inspirador. Frases de Provérbios Africanos Descubra citações e frases curtas interessantes e verificadas · Inspirado pela sabedoria de celebridades. O estudo da História da África e dos africanos é obrigatório nas escolas desde 2003, pela Lei nº 10.639, e está previsto nas aprendizagens da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A seção abrange artigos variados do surgimento da espécie humana no continente, à formação de reinos africanos, aos intercâmbios culturais e comerciais, aos impactos do tráfico atlântico de escravos ... Esta página foi editada pela última vez às 09h09min de 16 de setembro de 2010. Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative Commons; pode estar sujeito a condições adicionais.Para mais detalhes, consulte as condições de utilização.; Política de privacidade Capa » Frases Inspiradoras » 25 provérbios e citações africanas sobre a vida Luiza Fletcher para O Segredo 4min. de leitura 07/04/2018 Atualizado em 07/04/2018 às 6:19 Em Moçambique habituei-me a ser tratada por Mãe e a tratar as africanas por Mãe. Mãe é sinal de respeito, assim como é o papel da mulher no seio da família africana. A mãe que carrega para todo o lado o seu bebé. Às costas ou ao peito. 17/set/2018 - Explore a pasta 'moda africana infantil' de laura, seguida por 351 pessoas no Pinterest. Veja mais ideias sobre Moda africana, Moda, Africana. 20 provérbios e citações africanas sobre a vida. Por. A Grande Arte De Ser Feliz-11 de abril de 2018. Compartilhar no Facebook. Tweet. tweet; O continente africano com suas dezenas de países, contrastes sociais, diversas vegetações e climas, com certeza têm muitos ensinamentos sábios e valiosos. A cultura africana é caracterizada pela diversidade de manifestações culturais e folclóricas que abrangem o continente africano.. A África é rica em crenças religiosas, músicas, danças, manifestações artísticas, culinária, entre outros. Mesclando inúmeros fatores, como os migratórios, a colonização europeia e a pluralidade de etnias, a África é hoje o continente em que o seu ...

Editores e racismos. Por Dodô Azevedo

2019.02.13 12:29 guerrilheiro_urbano Editores e racismos. Por Dodô Azevedo

Sou negro e cometo racismo contra negros. Sou como todos os brasileiros são. Fomos todos estruturados para sermos racistas com negros.
Como todos os brasileiros, tenho dificuldades para perceber o meu racismo contra negros.
Como todos os brasileiros, costumo rebater e argumentar quando alguém nota que tive alguma atitude racista contra negros. Digo que eu sou negro, que minha família é negra, como pode, então eu mesmo ser racista com negros?
Depois, como a minoria do brasileiros, penso melhor. Como a minoria dos brasileiros, faço autocrítica. Como a minoria dos brasileiros, detecto em mim o racista com negros que sou quando relaxo. Como a minoria dos brasileiros, me torno menos racista a cada dia.
Em 1993, participamos, eu e o editor do jornal onde escrevia, um sujeito culto, militante, negro como eu, mas como eu visto por todos como "moreno", de uma festa em homenagem ao grande filósofo francês Jean Baurdrillard, em São Cristóvão, bairro da zona norte do Rio de Janeiro. O tema da festa era "religiões afro-brasileiras".
Todos de branco. Comidas típicas. Mas escolhidos a dedo, negros e negras vestidos em trajes típicos para nos servir. Fazíamos fotos com os negros que objetificados, decoravam o lugar em trajes típicos. Ninguém, nem meu editor, nem mesmo Baudrillard, percebeu que ali estávamos todos praticando racismo recreativo. Um dos muitos tipos de racismos que perseveram no Brasil ainda hoje. Se alguém, em 1993, nos alertasse, ficaríamos chocados e refutaríamos. Diríamos que nós mesmos somos negros, estudados, anti-racismo, temos pais e filhos negros, maridos e esposas negras. Como poderíamos estar praticando alguma forma de racismo, e justamente contra negros?
Não percebemos, em 1993, como não percebia-se, no século 19, que a prática teatral chamada black face era evidentemente racista com negros. Que os programas humorísticos brasileiros de TV até a década passada eram racistas com negros. Tempo, tempo, tempo, tempo, escreveu uma vez Caetano Veloso. Alguns de nós desenvolvemos uma melhor sensibilidade para o racismo contra negros. Alguns de nós sabemos detectar melhor. Alguns conseguimos enxergar nossas próprias estruturas. Alguns de nós se tornaram melhores editores de si próprios.
Tempo, tempo, tempo, tempo: eu mesmo escrevi, anos atrás, aqui neste blog, estar preocupado com a geração de intelectuais brasileiros ativos daqui há 50 anos. Quem substituiria, por exemplo, a atenta e ativa geração de Caetano?
Uma geração ainda mais atenta e ativa. Hoje, Djamila Ribeiro, mulher e negra, tem o seu livro mais recente "Quem tem medo do feminismo negro?", na lista dos mais vendidos no país. Trata-se de uma obra ainda mais abrangente que o fundamental "Verdade Tropical", livro de Caetano que recentemente completou 20 anos de lançamento.
Mal sabia eu que tudo melhoraria. E que, por melhorar, a atenção com nosso próprio preconceito contra negros começaria a ser finalmente considerada um movimento fundamental. Djamila andou puxando a orelha de quem não percebeu o racismo recreativo praticado na festa de aniversário da diretora da revista Vogue. Onde estava Caetano. Onde estavam grandes editores cultos.
Também anos atrás o editor da publicação de cultura impressa mais lida e conceituada do país me pediu um texto sobre um determinado assunto. Quando entreguei, o editor leu tudo e entendeu quase tudo: das referências à filosofia eslava à pintura japonesa do século V passando por citações dos princípios de causalidade e acaso na física moderna.
Mas, quando se deparou com referências que fiz à cosmogonia africana, o editor culto me escreveu explicando que não conhecia os termos e conceitos africanos. Mas, como um grande editor, resolveu ouvir: pediu referências de livros sobre o assunto e depois que eu pudesse conversar com ele ao vivo. Mesmo culto, queria aprender. Queria escutar. Queria editar a si próprio. E assim, tornar-se um melhor editor.
O mundo melhora, reedita-se. Mas, como consequência, torna-se mais exigente. Precisamos, todos nós, sermos a cada dia melhores editores.
Com humildade e coragem, reeditarmo-nos.

FONTE: https://g1.globo.com/pop-arte/blog/dodo-azevedo/post/2019/02/12/editores-e-racismos.ghtml
submitted by guerrilheiro_urbano to BrasildoB [link] [comments]


Calema - Sombra - YouTube MAQUIAGEM AFRICANA - FRANCINE MONTEIRO: PROJETO NOVEMBRO ... AMOR..ESTOU GRÁVIDA DE NOVO!! - YouTube Verdadeira Amizade *-* - YouTube Abelhas da Caatinga Débora Aladim - YouTube Desigualdade Racial no Brasil - 2 minutos para entender ... Liriany - Fruto Proibido (Official Video) - YouTube Invictus. Mandela's team motivation. First day in office ...

300+ Melhores Ideias de moda africana infantil moda ...

  1. Calema - Sombra - YouTube
  2. MAQUIAGEM AFRICANA - FRANCINE MONTEIRO: PROJETO NOVEMBRO ...
  3. AMOR..ESTOU GRÁVIDA DE NOVO!! - YouTube
  4. Verdadeira Amizade *-* - YouTube
  5. Abelhas da Caatinga
  6. Débora Aladim - YouTube
  7. Desigualdade Racial no Brasil - 2 minutos para entender ...
  8. Liriany - Fruto Proibido (Official Video) - YouTube
  9. Invictus. Mandela's team motivation. First day in office ...
  10. Fotos de Belas Negras

Existem pessoas a nossa volta que nos fazem sonhar, pessoas que nos dão alegrias a cada amanhecer, pessoas que nos fazem ter inspiração pra escrever.. pessoa... Entenda em 2 minutos o que é a desigualdade social no Brasil, a cada 12 minutos um negro é assassinado. Não para por aí: a cor da sua pele influencia na sua ... As abelhas fazem parte da vida do homem desde os primórdios. Na Bíblia, que começou a ser escrita cerca de 1600 anos a.C., já há várias citações falando a respeito delas. A mais conhecida ... Las mujeres negras mas linda del mundo 2019 documental, beautiful black women - Duration: 21:15. Jengibre4K Recommended for you Liriany - Fruto Proibido (Official Video) https://Vidisco.lnk.to/MeninaMulher Directed by Wilsoldiers Direccao fotográfica Wilsoldiers Direcção artística Gra... Uma trollagem para vocês amores 😍😍 Vingança Débora Aladim é mineira, estudante de História na UFMG e desde 2013 faz vídeo-aulas que ajudaram milhões de pessoas a estudar e a passar no vestibular. Aqui ... Team motivation by Nelson Mandela Segue os Calema no Instagram: CALEMA507 Music video by Calema, performing 'Sombra'. © 2018 Klasszik. Compra o DVD Live no Campo Pequeno: https://itunes.apple... Acesse: http://francinemonteir.blogspot.com.br/ Curta: https://www.facebook.com/Blog-Francine-Monteiro-762515533806952/ Entre em contato: contatofrancinemont...